Se você é sócio da SBH e deseja se cadastrar CLIQUE AQUI
V Congresso Brasileiro de Hérnia trará cirurgias com transmissão ao vivo e crossfires
A Sociedade Brasileira de Hérnia e Parede Abdominal (SBH) realiza entre os dias 19 e 21 de abril, em Foz do Iguaçu, o V Congresso Brasileiro de Hérnia e a VI Convenção Latinoamericana de Hérnia.

Os participantes do Congresso terão a oportunidade de acompanhar cerca de seis cirurgias ao vivo e pseudo ao vivo (com edição de imagens) sobre casos específicos relacionados ao tratamento de hérnia e novas tecnologias.

Estima-se que são feitas 350 mil cirurgias de hérnia inguinal por ano no Brasil. Esta é a cirurgia mais feita em homens no mundo, devido à incidência e facilidade de se fazer o procedimento.

De acordo com Alexander Morrell, presidente da SBH, a escolha da cidade foi pensando em facilitar a participação do maior número possível de médicos. São esperados cerca de 500 cirurgiões gerais do Brasil e da América Latina.

“Tivemos o cuidado de escolher Foz do Iguaçu por ser uma cidade de fácil acesso aos colegas de todo país. Ela é próxima à Tríplice Fronteira, muito acessível aos nossos irmãos latino-americanos. A cidade tem uma rede hoteleira de qualidade e economicamente viável. Dessa forma, esperamos ter a presença de um grande número de participantes no evento”, explicou.

Além das cirurgias com transmissão ao vivo, serão conferências, mesas-redondas e palestras com vídeos semi-editados. Um dos destaques da programação serão os crossfires: debates em que os cirurgiões podem escolher na hora entre duas ou mais respostas sobre um tema e ouvir a opinião de debatedores referente a cada um deles.

“Será apresentado o que é há de mais moderno e novo em termos de materiais e tecnologias nos tratamentos das doenças da parede abdominal. A indústria mostrará novas próteses, além de novos equipamentos na busca por melhores resultados. A cirurgia robótica aplicada à parede abdominal será com certeza um dos grandes destaques”, afirmou o presidente da Comissão Científica do Congresso, cirurgião Christiano Claus.



Crossfire - No primeiro dia, entre os temas crossfire, está “O melhor reparo aberto é”, com Agustín Álvarez (Chile) e debatedores do Brasil. Outro tema será “Fechamento laparoscópico do defeito nas hérnias diretas” novamente com Agustín Álvarez (Chile) e Pablo Cingolani (Argentina), além de médicos brasileiros. Em seguida, virá o debate sobre “Fixação de tela em cirurgia laparoscópica” com Gustavo Castagneto (Argentina), Juan Carlos Ayala Costa (Colômbia), Manuel Martin Gomez (Espanha) e profissionais brasileiros.

Os debates seguem no período da tarde com “Uso de telas para reforço de hiato” com abordagem de recidiva e a Transição Esôfago Gástrica (TEG) com Arturo Mellado Diaz (México) e os palestrantes Willian Cobb (USA) e Carlos Eduardo Domene (Brasil). O primeiro dia encerra com o crossfire “Cirurgia robótica na parede abdominal” que debaterá o uso de robô na correção de hérnia. Neste módulo os palestrantes serão Dean Mikami (USA) e Yuri Novistky (USA).

No dia seguinte, o primeiro tema do crossfire será “Ensino através de mídias sociais”, com debatedores do Brasil e os palestrantes Igor Belyansky (EUA) e William Cobb (EUA). E no último dia o tema será “Telas Intraperitoneais”, com Augustín Álvarez (Chile) e profissionais brasileiros.


Inscrições e mais informações: http://www.cbhernia.com.br/cbhernia2018/inscricao.asp

sbhernia.com.br
programação: